Os projetos são freqüentemente utilizados como meio de atingir o plano estratégico de uma organização. Desta forma, percebemos que os projetos já fazem parte das organizações e não podem ser considerados modismos, sendo um importante instrumento para alcançar resultados únicos e previsíveis.

Em sua 4ª edição, o Guia de Conhecimento em Gerenciamentos de Projetos (PMBOK, do inglês Project Management Body of Knowledge),  (p. 5, 2008) assim define o conceito de projetos:

Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. A sua natureza temporária indica um início e um término definidos. O término é alcançado quando os objetivos tiverem sido atingidos ou quando se concluir que esses objetivos não serão ou não poderão ser atingidos e o projeto for encerrado, ou quando o mesmo não for mais necessário. Temporário não significa necessariamente de curta duração. Além disso, geralmente o termo temporário não se aplica ao produto, serviço ou resultado criado pelo projeto; a maioria dos projetos é realizada para criar um resultado duradouro. Por exemplo, um projeto para a construção de um monumento nacional criará um resultado que deve durar séculos. Os projetos também podem ter impactos sociais, econômicos e ambientais com duração mais longa que a dos próprios projetos.”